top of page
Buscar

Prazer, Bárbara!


Foto Maria Luiza Amorim

Oiê, aqui quem fala é a Bárbara e sou a criadora do Jasmim & Boldo atelier e quero contar um pouco sobre mim e de que forma o atelier nasceu. A base vem da familiaridade com as manualidades, estudei corte e costura, cerâmica, bordado, xilogravura, estamparia natural, tecelagem, tudo que envolve expressão artística sempre me chamou. A escrita embalou a infância e conecta tudo em mim através do poema. Sou uma pessoa curiosa e questionadora, gosto de saber sobre os movimentos da humanidade no passado e as direções para o futuro, invenções, descobertas, como as coisas são feitas, como o corpo orgânico funciona, os motivos que levam a perfeição matemática dos seres vivos, em especial as plantas, suas relações com o meio ambiente e entre si. Interessa-me refletir sobre as relações humanas, suas reações, dores, saúdes, históricos e amores. Falar sobre tudo e expandir a visão sobre a vida e a existência, a espiritualidade e os mistérios de se estar vivo. A mistura perfeita entre Psicologia, Filosofia, Biologia, Permacultura, Design e Arte. Cada ano que passa vou descobrindo formas de se viver. Interessei-me por plantas, decidi morar em um sítio, aproveitar as paisagens naturais, priorizar os afetos e agir em prol do bem-viver, do bem estar da Terra. O trabalho, o estudo de autodescoberta e os afetos são os tópicos principais atualmente. Autodescoberta(autoconhecimento) para ser livre de dentro pra fora, repousar nos afetos para experimentar a vida de forma amorosa e divertida, trabalhar para expandir essas experiências à quem busca sentir o mesmo.

Gosto de fazer poema com a sensação de que estou brincando com as palavras, gosto de acreditar que as plantas conversam comigo de volta, valorizo muito os momentos de solitude para criar ou simplesmente para existir em um dia comum. Descobri à pouco tempo uma paixão por granola com frutas no café da manhã em dias frios e sucos no desjejum dos dias quentes. Sou uma devota do mar, acariciadora-profissional de felinos e viciada em fotos de casas-móveis(motorhome ou tinyhouse). Dos múltiplos interesses, decidi me graduar em Design pela Universidade Federal de Santa Catarina(UFSC) enquanto mantinha os estudos adjacentes. Criar projetos com foco sustentável, poético, carregado de simbolismos se tornou o objetivo principal, o que levou a busca por técnicas ancestrais e modernas que relacionassem as manualidades, o mundo botânico e conceitos fortes. Apaixonei-me por estamparia botânica e tecelagem manual e suas possibilidades infinitas. Através delas nasceu o Manto de Proteção, um projeto de estudos práticos sobre as técnicas e os simbolismos que envolvem a criação no design de produto.

O manto de proteção conta a história do mistério da vida nas suas tramas, utilizando do símbolo botânico como tradutor, o processo da semente ao fruto que alimenta e também apodrece para gerar nova promessa, um ciclo sem fim de vida-morte-vida. Nesse mistério surge a necessidade de acolhimento, proporcionada pelo manto em si, um acalento da própria mãe terra, que gera conexão e certeza dentro do mistério.


Foto Tarcila Zanatta; Modelo Isabela Andrade

"A semente, a potência;

A luz que desperta

a semente, o calor;

A sombra e nutrição

que sustenta, as raízes;

A rega que hidrata e

traz fluidez, as veias;

A leveza e liberdade de

se sentir protegido.

A magia do toque e olhar humano

que reconhecem e assimilam;

O ser em si, espelho;

O sentir que dá sentido;

O fio que tece a história,

o útero que gerou;

O cordão umbilical, as origens;

O veio que faz a vida correr

dentro do ser;

A trama da vida, os ciclos;

O tempo de cada coisa."


O Manto de proteção fechou a graduação e deu base para pensar o atelier e seus propósitos. Gerar acolhimento dentro de si, incentivar a reconexão com as plantas e o ambiente, ritualizar e poetizar a vida amenizando as dores inexplicáveis com arte. O atelier tomou forma concreta e está em constante transformação alçando novos voos. É um lugar de produção artística-experimental que perpassa por roupas, acessórios, bem-estar e decoração de ambientes.


Atualmente as roupas e acessórios são a principal produção do atelier, florindo o vestir, tornando roupas amuletos, despertando a curiosidade e o encantamento pelos detalhes, poetizando através das plantas.




Com a busca por peças-amuletos surge a oportunidade de levar esse objetivo para os ambientes, levando o jardim, a arte e a poesia para dentro dos lares. Através da Galeria Ora lancei como artista a exposição "Entrada no Jardim" abrindo portais botânicos. Aqui segue um pedacinho da exposição embalado pelo poema de abertura.


Encontre em mim o que vieste procurar.

Eu guardo todos os tesouros;

Eu guardo todos os detalhes;

Eu entrego todas as mensagens.

À quem olhar bem de perto,

Cheirar bem de perto;

Deitar ao chão junto às folhas,

Tocar o céu por entre os galhos.

Fotos por Maria Luiza Amorim

Aqui o passarinho passa rasante

Pisa manso num chão que se anuncia.

Sou um portal de memórias do todo,

Faço brotar jóias-sementes,

Aqui, faço recordar-te de ti.


O portal te espera.

Um passo que te separa de um jardim que não se conhece,

E se passa a conhecer.

Bem de perto,

Cada pedaço de um mundo,

Cada pedaço de si.

-- Exposição "Entrada no Jardim"




Foto Maria Luiza Amorim

A exposição pode ser acessada através do site da galeria Ora clicando aqui junto de uma entrevista muito especial sobre o processo criativo. Deixo aqui um trecho da conversa, também disponível no site.

"(...) Entrar no jardim é esperar o inesperado, o surpreendente. Você não sabe se vai passar um beija-flor à sua frente ou se vai tropeçar em um galho seco, quem sabe os dois, quem sabe nenhum. O jardim é baú de mistérios que só se revelam a cada passo à dentro, há de passar da entrada. Mimetiza a vida e nos leva a reflexões profundas e curativas sobre a existência.(...)"



Novos projetos estão sendo construídos mantendo a intenção pura de gerar impacto positivo nas pessoas e no mundo, somar na luta pelo bem-viver, terra livre, corpos e mentes livres, educação ambiental e artística, poesia e arte regenerativas, vida saudável, criativa e divertida. Ancorando o sonho na matéria, sonhando através do poema. Se fez sentido pra você há grande possibilidade de gostar da newsletter do atelier! Nos vemos por lá!


コメント


bottom of page